Irã autoriza apenas seis candidatos à Presidência

O Ministério do Interior do Irã anunciou neste domingo (9) que seis candidatos foram autorizados a participar das eleições presidenciais de 28 de junho, convocadas para escolher o substituto de Ebrahim Raisi, morto em maio quando o helicóptero em que ele viajava caiu.

Oitenta nomes chegaram a se apresentar para o pleito, mas o Conselho de Guardiões, órgão não eleito que supervisiona o processo eleitoral, validou apenas seis —na maioria, conservadores.

Entre os autorizados, estão o presidente do Parlamento e ex-comandante na Guarda Revolucionária, Mohammad Baqer Qalibaf, o prefeito de Teerã, Alireza Zakani, e Said Jalili, ex-negociador nuclear que comandou por quatro anos o gabinete do líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei.

Foram selecionados ainda Amir Hossein Ghazizadeh Hashemi, chefe da Fundação de Mártires —uma organização estatal que apoia famílias de veteranos de guerra, e Mostafa Purmohammadi, ex-ministro do Interior.

Dos seis autorizados a concorrer, esses cinco são considerados conservadores ou até mesmo ultraconservadores. O único reformista na disputa é Masoud Pezeshkian, deputado da cidade de Tabriz, no noroeste do país, e ex-ministro da Saúde.

O Conselho de Guardiões descartou a candidatura de Mahmoud Ahmadinejad, 67, que queria voltar ao cargo de presidente que já ocupou entre 2005 e 2013. Seu nome já tinha sido vetado das presidenciais em 2017 e 2021.

Outro nome barrado foi o de Ali Larijani, ex-presidente do Parlamento de perfil moderado. O Conselho de Guardiões não justificou publicamente suas decisões. O colegiado é formado por clérigos e juristas e está sob o controle do líder supremo do Irã.

Nas eleições de 2021, por exemplo, o órgão só liberou para concorrer sete dos 592 candidatos, desqualificando muitas figuras reformistas e moderadas. Isso abriu caminho para que o conservador Raisi fosse eleito ainda em primeiro turno. Naquele pleito, só 49% dos eleitores iranianos participaram, o menor índice para eleições presidenciais desde a revolução islâmica de 1979.

A TV estatal iraniana anunciou que as atividades eleitorais começam imediatamente após a divulgação da lista pelo Conselho de Guardiões.

https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2024/06/ira-autoriza-apenas-seis-candidatos-a-presidencia-e-prioriza-conservadores.shtml

Deixe um comentário