Com estímulos, PIB dos EUA cresce 6,4% no primeiro trimestre

Dados refletem a contínua recuperação econômica nos EUA, com a reabertura de estabelecimentos e a contínua resposta do governo relacionada à pandemia, incluindo os maciços estímulos econômicos e pacotes fiscais 

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 6,4% no primeiro trimestre de 2021, ante o trimestre imediatamente anterior, a uma taxa anualizada, segundo dados preliminares divulgados nesta quinta-feira pelo Escritório de Análise Econômica do país (BEA, na sigla em inglês), ligado ao Departamento do Comércio. 

Segundo o relatório divulgado, os que, entre outros benefícios, concedeu cheques de até US$ 1.400 para a maioria das famílias americanas durante este primeiro trimestre. 

Os gastos pessoais aumentaram 10,7% entre janeiro e março de 2021. Nos últimos três meses do ano passado, os gastos pessoais anotaram alta bem mais modesta, de 2,3%. 

O índice de preços dos gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês), indicador observado com atenção pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano), subiu 3,5% no primeiro trimestre, acima da expectativa de 2,4%. O núcleo do PCE avançou 2,3% no período. 

O resultado veio ligeiramente abaixo da previsão de crescimento de 6,5% de economistas consultados pelo “Wall Street Journal” , mas representa uma aceleração a partir da expansão de 4,3% registrada no último trimestre de 2020. 

Os dados refletem a contínua recuperação econômica nos EUA, com a reabertura de estabelecimentos e a contínua resposta do governo relacionada à pandemia de covid-19, incluindo os maciços estímulos econômicos e pacotes fiscais 

https://valor.globo.com/mundo/noticia/2021/04/29/com-estimulos-pib-dos-eua-cresce-64percent-no-primeiro-trimestre.ghtml

Deixe um comentário