EUA têm o supercomputador mais rápido

O supercomputador Frontier, construído nos Estados Unidos, defendeu seu título como o mais rápido do mundo no início desta semana, quando foi divulgado um ranking semestral de especialistas internacionais.

A Frontier, operada pelo Oak Ridge National Laboratory no Tennessee (Estados Unidos), liderou a lista Top500 com mais de 1,1 quintilhão de ciclos por segundo.

O Fugaku do Japão ficou em segundo lugar, novamente, com 442 quatrilhões de ciclos por segundo. O supercomputador japonês, desenvolvido pelo instituto de pesquisa Riken e pela Fujitsu liderou o ranking quatro vezes seguidas antes de perder para a Frontier no último ranking em maio deste ano.

O sistema Lumi, na Finlândia, permaneceu em terceiro lugar.

A concorrência global vem esquentando nos últimos anos. Os Estados Unidos vêm desenvolvendo vários supercomputadores “exascale”, capazes de pelo menos 1 quintilhão de ciclos por segundo.

A China está trabalhando em sucessores para seu Tianhe-2 e Sunway TaihuLight, que lideraram a lista Top500 em um determinado momento, e acredita-se que tenha desenvolvido um sistema que supera o Fugaku.

A Europa está investindo pesadamente em “exascale” e outras tecnologias de computação de alto desempenho.

A Europa está investindo pesadamente em “exascale” e outras tecnologias de computação de alto desempenho.

Os supercomputadores são fundamentais para tarefas intensivas em dados, como o desenvolvimento de inteligência artificial. Gigantes da tecnologia dos Estados Unidos, como Goo, controlada pela Alphabet, e Microsoft, têm seus próprios sistemas para ajudar nas operações.

Mais empresas e organizações estão correndo para adotar supercomputadores com tecnologia quântica, a próxima fronteira da computação, ainda longe do uso no mundo real.

O Japão também está planejando um sucessor para o Fugaku, apesar de estar em desvantagem em termos de financiamento para a operação e talento dedicado a este campo em comparação com outros países.

Mas desenvolver tecnologias-chave em casa, de supercomputação a semicondutores, surgiu como uma prioridade maior para a segurança econômica de Tóquio.

https://valor.globo.com/empresas/noticia/2022/11/16/eua-tem-o-supercomputador-mais-rapido.ghtml

Deixe um comentário