Dona do Google fatura 34% mais com publicidade e comércio on-line

O lucro líquido da Alphabet, dona do Google, somou US$ 17,93 bilhões no primeiro trimestre, alta de 162,3% em relação ao mesmo período de 2020. 

A receita da companhia cresceu 34,4% entre os trimestres, para US$ 16,4 bilhões. A diretora financeira da Alphabet, Ruth Porat, afirmou no relatório de resultados que a receita reflete o aumento do comércio eletrônico e do faturamento com anúncios. 

De acordo com a executiva, a Alphabet está “muito satisfeita com o avanço do Google Cloud”, cujas receitas somaram US$ 4 bilhões no último trimestre. O montante do serviço de computação em nuvem representa alta de 45,7% no comparativo anual. Os custos operacionais do Google Cloud caíram 43,7% no período, para US$ 974 milhões. 

Já a receita de publicidade do Google foi de US$ 44,7 bilhões entre janeiro e março, alta de 32,2%. Do total, US$ 31,9 milhões são relacionado ao Google Search, enquanto a publicidade no YouTube somou US$ 6,8 bilhões no período. Os monstantes representam avanço de 30,1% e 48,7% respectivamente em relação ao primeiro trimestre de 2020. 

A empresa diz que no primeiro trimestre a otimização de servidores reduziu a depreciação em US$ 835 milhões. Já as receitas, também impulsionadas pela medida foram beneficiadas em US$ 650 milhões. A Alphabet havia anunciado em fevereiro que estimava US$ 2 bilhões em ganhos durante todo o ano com a modernização. 

As ações da Alphabet subiam 4,6% ontem, no pós-mercado de Nova York, cotadas a US$ 2.413,33. No pregão regular, houve queda de 0,84%. 

https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/04/28/dona-do-google-fatura-34-mais-com-publicidade-e-comercio-on-line.ghtml

Deixe um comentário