G7_notaalta

Frustração no G-7 por alta da tensão comercial

O ambiente na cúpula do G-7 é de uma certa frustração com os Estados Unidos, por causa da insistência na espiral de tensões comerciais com a China, o que já afeta duramente a economia mundial.
Enquanto o resto do G-7 defendia algum sinal de pacificação, a avaliação entre importantes autoridades presentes em Biarritz é que as tensões vão continuar subindo, a não ser que haja algo realmente muito espetacular para reverter o cenário atual.
Ocorre que não se vê nenhum incentivo para a China negociar um acordo com Donald Trump no momento, ainda mais com um ano eleitoral à frente nos EUA.
Isso por vários motivos. Primeiro, se Washington e Pequim fizerem um acordo, por melhor que seja para os chineses, Trump vai apresentá-lo como vitória dele, e deixará o presidente chinês, Xi Jinping, em má situação.
Segundo, a China constata, como todo mundo, que a economia dos EUA dá sinais de desaceleração devido à guerra comercial, e parece achar melhor esperar a eleição em vez de fazer concessões agora.
Ou seja, Pequim não tem incentivos para facilitar a reeleição de Trump e pode apostar numa derrota dele, esperando um acordo mais duradouro com outro líder, menos volátil, na Casa Branca.
Por outro lado, a expectativa é que Trump vai aumentar a pressão para Pequim aceitar algo antes das eleições americanas.
No G-7, Trump continuou errático. Chegou a dizer que tinha dúvidas sobre suas ameaças de mais sobretaxas contra produtos chineses. Horas depois, a Casa Branca disse que seus comentários tinham sido mal interpretados.
Enquanto isso, os outros líderes insistiram que guerra comercial provoca recessão, enquanto acordos comerciais impulsionarão a economia. Donald Tusk, espécie de presidente da União Europeia, observou que, se Trump usa comércio por motivação política, o risco é evidente para o mundo inteiro.
Sobre medidas para estimular a economia mundial, o presidente francês Emmanuel Macron comentou que dependia de cada um adotar, por exemplo, redução de impostos, simplificação regulatória ou estímulos fiscais.

https://www.valor.com.br/internacional/6406645/frustracao-no-g-7-por-alta-da-tensao-comercial#

Comentários estão desabilitados para essa publicação