canudo_plástico

Parlamento da União Europeia bane plásticos descartáveis

Legisladores da União Europeia (UE) avançaram ontem no processo para proibir o uso de plásticos não reutilizáveis, como canudos e cotonetes, pressionando fabricantes a adotarem processos de reciclagem, num esforço para solucionar a poluição dos oceanos.
Sob a proposta, que obteve amplo apoio do Parlamento Europeu, dez produtos plásticos serão proibidos até 2021. Os países da UE serão obrigados a reciclar 90% das garrafas plásticas até 2025, e os fabricantes a ajudar a cobrir os custos de manejo de resíduos.
“Estamos enviando um sinal forte ao setor”, disse à Reuters Frederique Ries, liberal belga e membro do Parlamento da UE. “Há um apoio popular amplo e crescente em relação a isso. Ries está representando o Parlamento nas negociações com os governos da UE.
A UE recicla apenas um quarto das 25 milhões de toneladas de lixo plástico que produz por ano. A decisão da China de parar de processar lixo, juntamente com as preocupações crescentes com os danos provocados aos oceanos, levou a Europa a desistir de esperar pelos países em desenvolvimento na questão do manejo do lixo.
As autoridades reguladoras acreditam que as novas regras levarão a uma queda no preço dos plásticos reciclados. As regras finais da UE ainda precisam ser aprovadas em discussões com os Estados-membros – alguns dos quais vêm reclamando das restrições, temendo que terão muitas dificuldades de implementação.
Mas o primeiro vice-presidente da Comissão Europeia pediu ação. “A Europa precisa aceitar que não podemos colocar isso sobre os ombros dos outros”, disse Frans Timmermans. Ele se diz encorajado por mudanças no setor privado, que se mostra disposto a reciclar mais, e pelo ativismo da população. “Se não formos rápidos… teremos nos oceanos mais plásticos do que peixes”, disse.
Os legisladores da UE acrescentaram as embalagens de isopor usadas por redes de “fast-food” e os produtos feitos de plástico oxo-biodegradável à lista proposta pelo Executivo da UE neste ano.
O lixo representado pelas bitucas de cigarro, que levam mais de uma década para se degradar na água, terá de ser reduzido em 50% até 2025 e 80% até 2030. Os países também terão de coletar materiais de pesca que poluem as praias.

https://www.valor.com.br/internacional/5947573/parlamento-da-ue-bane-plasticos-descartaveis#

Comentários estão desabilitados para essa publicação