propaganda_digital_notaalta

Google e Facebook elevam para 60,1% fatia em publicidade digital nos EUA

Google e Facebook estão sob o holofote de reguladores, órgãos de defesa dos consumidores e da imprensa em todo o mundo por problemas em suas políticas de proteção de dados e por não fazerem o suficiente para conter a propagação de discurso de ódio e notícias falsas. Mas se do ponto de vista da opinião pública as coisas não vão tão bem, sob a ótica dos negócios, a vida vai muito bem, obrigado, já que os anunciantes não estão deixando de colocar dinheiro nas plataformas.
A empresa de pesquisa eMarketer projetava uma queda relevante na participação de mercado das duas gigantes na publicidade digital nos Estados Unidos após as denúncias dos últimos meses. Entretanto, esse quadro não se realizou.
As companhias ampliaram sua fatia para 60,1% do total do mercado nos EUA no ano passado, um incremento de 0,7 ponto percentual sobre a estimativa revisada para 2017, de uma fatia conjunta de 59,4%. A projeção da eMarketer era de queda de 1,5 ponto percentual, para 57,7%.
“O alcance gigantesco e a capacidade de direcionar as campanhas em escala – combinado com uma plataforma de uso simples e uma grande familiaridade por parte dos publicitários – garantiram o espaço do duopólio nos orçamentos digitais”, escreveu a eMarketer em relatório.
Para 2019 e 2020, a eMarketer estima uma queda na fatia das duas companhias – para 59,3% e 58,4%, respectivamente -, mas não como resultado de pressões regulatórias ou de consumidores, mas do avanço da Amazon. Para 2019, a projeção é que a varejista chegue a uma participação de 8,8% do mercado americano, dois pontos percentuais acima do registrado ano passado.
De acordo com informações da Dow Jones, em 2018, o maior grupo de publicidade do mundo, a WPP, gastou US$ 300 milhões para colocar anúncios de seus clientes na Amazon, o dobro de 2017.. Em anúncios de busca do Google, foram mais de US$ 3 bilhões, apontam fontes do setor.
As ambições publicitárias da Amazon têm crescido. A empresa já é a terceira maior participante do mercado publicitário digital, informou a Dow Jones. As empresas fazem lances num leilão para exibir os anúncios de seus produtos no site da Amazon quando uma pessoa digita termos de pesquisa, como “xampu”, por exemplo.

https://www.valor.com.br/empresas/6201397/google-e-facebook-elevam-para-601-fatia-em-publicidade-digital-nos-eua#

Comentários estão desabilitados para essa publicação