warren_buffet'

Warren Buffett investe US$ 1 bi na Apple

A holding Berkshire Hathaway, do bilionário americano Warren Buffett, comprou US$ 1 bilhão em ações da Apple –um movimento curioso porque o investidor historicamente evitava negócios de tecnologia e porque pode indicar que o perfil da companhia está mudando.

Buffett costuma se concentrar em ações baratas de empresas que tenham fluxos de caixa mais previsíveis –ele, por exemplo, sócio dos brasileiros da 3G Capital em negócios como o Burger King e a Kraft Foods.

O magnata já chegou a dizer que não sabia como avaliar o valor de uma ação de uma empresa de tecnologia, apontando o receio de que mesmo os líderes dessa indústria poderiam ser prejudicados por mudanças muito rápidas de cenário, como mostrou artigo do Financial Times, publicado pela Folha de São Paulo em 17/05.

Mas hoje as ações da fabricante do iPhone estão mais baratas, então podem mesmo representar uma oportunidade de ganhos futuro. Os papeis tiveram queda de cerca de 30% em um ano, em razão de a companhia apresentar dificuldades com seu principal produto: no primeiro trimestre, as vendas do iPhone caíram pela primeira vez na história.

A geração 6s do iPhone não empolgou, não apresentando grandes novidades em relação à anterior, o que desestimula os consumidores a fazer uma troca. Há, entretanto, boas expectativas em relação à versão 7, que deve ser apresentada até o fim do ano.

Gene Munster, analista do banco de investimentos Piper Jaffray, diz que o investimento de Buffett “sinaliza uma mudança no tipo de companhia que a Apple é”.

“Há novos investidores –antes, a empresa era para aqueles focados em crescimento e em alto risco, agora são os que desejam mais valor e retorno em capital”, disse ele ao jornal “Financial Times”.

Desde 2011, Buffett tem ações, avaliadas em US$ 12,3 bilhões, na centenária IBM. “As chances de estar muito enganado sobre a IBM são menores, provavelmente para nós, do que as chances de estar enganado sobre o Google ou a Apple. Eu simplesmente não sei avaliá-las”, disse ele em 2012.

Há indícios, entretanto, de que o magnata ainda vão veja tanto valor assim na corporação de Cupertino. Ele afirmou que o investimento foi feito por Todd Combs ou Ted Weschler (sem indicar exatamente quem), que são gerentes de investimento na Berkshire Hathaway e costumam lidar com volumes menores, de até US$ 1 bilhão. Eles, em geral, não consultam o chefe antes de tomar esse tipo de decisão.

Recentemente surgiram informações de que Buffett vai oferecer financiamento para um consórcio de investidores liderado por Dan Gilbert, bilionário fundador do banco Quicken Loans, pelos negócios principais do Yahoo!, que estão à venda. A Verizon (a maior companhia de telefonia celular dos Estados Unidos) é vista como a principal favorita a fechar o negócio.

Comentários estão desabilitados para essa publicação