snap

Olimpíada: Snapchat descobre o ouro no Rio

Quase 50 milhões de pessoas assistiram aos Jogos Olímpicos do Rio pelo Snapchat até agora. As emissoras de TV NBC eBBC estão usando o aplicativo para alcançar jovens de 18 a 34 anos, a Geração Y.

Quase um em cada três usuários do Snapchat, por dia, tem assistido aos vídeos dos Jogos, o que mostra que o aplicativo pode por em xeque o domínio de outras redes sociais como Facebook e Twitter, em eventos ao vivo, como mostro mate’ria do Financial Times, assinada por Hannah Kuchler, publicada no Valor de 16/08.

A startup sediada em Los Angeles fez parcerias com emissoras em sete países, como Estados Unidos, Reino Unido e Brasil, para exibir reportagens que incluem imagens dos Jogos Olímpicos e do público das últimas 24 horas. Em sete dias, até quinta-feira passada, 49 milhões de pessoas assistiram a conteúdo relacionado à Olimpíada pelo Snapchat, quase um terço dos 150 milhões de usuários frequentes diários do aplicativo.

O Snapchat assinou um acordo com a NBC, a emissora americana oficial da
Olimpíada, e com o site de notícias BuzzFeed para criar um canal em sua plataforma Discover para produzir snippets (fragmentos) diários dos Jogos – isso inclui imagens de bastidores filmadas especialmente para o Snapchat.

A NBC Olympics e o Snapchat estão compartilhando receita de publicidade gerada pelos anúncios exibidos na página da Discover. Sete marcas estão anunciando – o Walmart, por exemplo, veicula anúncios para promover seu compromisso de vender mais produtos fabricados nos EUA.

O Snapchat tenta competir com os concorrentes de maior porte Twitter e Facebook para se tornar o centro das interações sociais relacionadas a eventos ao vivo.

A startup está fazendo parcerias com empresas da mídia tradicional, que passaram a valorizar o aplicativo por seu público mais jovem e interessado em assistir vídeos no celular. O Snapchat alcança diariamente 41% de todos os jovens americanos dessa faixa etária (18 a 34 anos), de acordo com levantamento da empresa de pesquisa Nielsen.

Mais de 10 bilhões de vídeos são assistidos atualmente por meio do Snapchat todos os dias, comparativamente aos 8 bilhões do Facebook, segundo dados deste último.

O Facebook e sua subsidiária Instagram também estão operando com a NBC Olympics, que está produzindo uma sinopse diária de dois minutos para os usuários americanos do Facebook.

O Facebook, a maior rede social do mundo, com 1,6 bilhão de usuários, está focada em promover o uso de seu mais recente produto, o Facebook Live – este pode ajudar as pessoas a encontrar vídeos ao vivo de atletas olímpicos.

Algumas celebridades e empresas de mídia estão filmando vídeos ao vivo para o Facebook, e recebendo dinheiro por isso – o nadador americano Michael Phelps seria uma dessas estrelas. Um porta-voz confirmou que a empresa pagou um número “relativamente pequeno” de parceiros, mas não quis dizer se Phelps estava entre eles.

O Twitter há muito tempo se apresenta como a plataforma para notícias e para seguir um evento em uma “segunda tela”, enquanto se assiste à TV. O “Twitter Moment” permite que as pessoas acompanhem o que se passa na Olimpíada, bem como disputas específicas como o jamaicano Usain Bolt correndo os 100 metros rasos, levando a medalha de ouro.

Comentários estão desabilitados para essa publicação