Ministro alemão sugere criação de sistema de pagamentos sem os EUA

Comentários desativados

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, afirmou que a Europa precisa estabelecer um sistema de pagamentos independente dos EUA, se quiser salvar o acordo nuclear entre o Irã e as grandes potências, que foi abandonado por Donald Trump.
“Essa é a razão pela qual é indispensável que reforcemos a autonomia europeia com a criação de canais de pagamento independentes dos EUA, um Fundo Monetário Europeu e um sistema Swift independente”, escreveu Maas no jornal alemão “Handelsblatt”.
“Cada dia em que o acordo [nuclear do Irã] continua ativo é melhor do que a crise altamente explosiva que ameaçaria o Oriente Médio caso contrário”, disse no artigo, publicado no Valor de 22/08.
Com sede na Bélgica, a rede global de pagamentos Swift, que facilita a maior parte das transações financeiras transnacionais no mundo, bloqueou o Irã em 2012, depois que EUA e União Europeia (UE) concordaram em impor sanções à república islâmica por causa de seu programa nuclear.
O acordo de 2015 entre o Irã e as potências mundiais suspendeu essas sanções internacionais. Em troca, o Irã aceitou restrições a suas atividades nucleares, de modo a aumentar o tempo de que precisaria para produzir uma bomba atômica, se quisesse fazê-lo. O país sempre negou essa intenção, dizendo que seu programa visa a produção de energia.
Trump retirou os EUA do acordo – firmado antes de ele tomar posse – em maio, classificando-o de falho, e impôs novas sanções ao país no começo deste mês.
As potências europeias têm lutado para garantir ao Irã benefícios econômicos suficientes para convencê-lo a permanecer no acordo, mesmo sem os EUA. Isso se mostrou difícil, pelo receio de muitas empresas europeias de punições financeiras dos EUA.
Esta semana, Teerã fez um apelo para a Europa acelerar os esforços para salvar o acordo nuclear, depois que a petrolífera francesa Total abandonou formalmente um grande projeto de gás natural.
A decisão de Trump sobre o Irã e a imposição de tarifas sobre as importações de aço e alumínio da UE estremeceram as relações entre os EUA e seus aliados europeus.
“Dadas as circunstâncias, é de importância estratégica que digamos claramente a Washington: queremos trabalhar juntos”, escreveu Maas. “Mas não permitiremos que você prejudique nossos interesses sem nos consultar.”
A UE prometeu se contrapor às sanções de Trump contra o Irã, até mesmo por meio de uma nova lei que proteja companhias europeias de medidas punitivas.
https://www.valor.com.br/internacional/5758377/ministro-alemao-sugere-criacao-de-sistema-de-pagamentos-sem-os-eua#

Comments are closed.