HBO Now

HBO, contra Netflix e Amazon, volta a ser relevante

A briga será no serviço de streaming. No atual mercado de conteúdo, assumir riscos é necessário. Concorrentes como Netflix e Amazon estão injetando muito dinheiro em programação original, criando programas próprios, populares e aclamados pela crítica. Para a controladora da HBO, a Time Warner, que no ano passado rejeitou uma oferta de aquisição de US$ 80 bilhões da Fox, de Rupert Murdoch, os lucros da emissora – de US$ 1,8 bilhão em 2014 – estão se tornando cada vez mais importantes.

Nos últimos anos, a Time Warner criou numerosas companhias independentes, o que tornou o crescimento da HBO crucial. Na realidade, o diretor executivo da Time Warner, Jeffrey Bewkes, disse que o sucesso da HBO é vital para os negócios, e o HBO Now – um serviço de streaming independente, de US$ 15 por mês, que não exige que o usuário faça a tradicional assinatura ao canal – criou uma proposta que deve ser copiada pelo setor, como mostrou matéria don The New York Times, publicada pelo Estadão em 20/04 pg B 12.

“Estamos lançando os alicerces da transformação das redes de TV, a fim de que estejam disponíveis nos serviços on demand e nos telefones móveis com uma interface ininterrupta para pesquisa”, disse o executivo. “Estamos abrindo o caminho para todos”.

Apesar de acreditarem no novo serviço, Time Warner e HBO tentam evitar que a aposta na internet não prejudique seu negócio principal. Tanto a HBO quanto as outras redes da Time Warner, como a TNT e a TBS, recebem bilhões de dólares de companhias a cabo e por satélite por sua programação. Bewkes e Plepler disseram que o novo serviço é complementar ao negócio atual – apesar de ofertar o conteúdo por um preço inferior.

Apesar deste risco, um dia depois de Plepler anunciar o HBO Now, a CBS apresentou seu serviço de streaming; outro concorrente, com as séries do canal Showtime, também de propriedade da CBS, deverá ser lançado em breve.

O diretor executivo da CBS, Les Moonves, disse que o fato de o anúncio da sua rede ter sido feito quase ao mesmo tempo não passou de uma mera coincidência. Mas ele admitiu que não tinha em mãos o que a Apple ofereceu a Plepler: um convite para apresentar o HBO Now no mesmo palco em que a Apple apresentou seu relógio inteligente.

Comentários estão desabilitados para essa publicação