peach

Aérea japonesa passa a aceitar bitcoin

A companhia japonesa Peach Aviation, empresa aérea de baixo custo especializada em voos no Nordeste da Ásia, vai ser tornar a primeira do país a aceitar que os clientes paguem suas passagens diretamente com bitcoins.

A Peach Aviation pretende explorar a onda de turistas que vão da China e da Coreia do Sul ao Japão, assim como o atual fascínio no Japão com o bitcoin.

O anúncio se segue a mudanças na lei japonesa que no início do ano legitimaram a moeda digital bitcoin como forma de compensação de recursos e abre caminho para o que o governo espera que seja um aumento dos investimentos domésticos em tecnologia financeira e inovação. O reconhecimento formal do bitcoin pelo país também é um primeiro passo necessário nos esforços para colocar sob controle algo que, na visão do governo, costuma estar associado à lavagem de dinheiro e a outros crimes, segundo analistas do fenômeno bitcoin, como mostrou matéria do Financial Times, assinada por Leo Lewis, publicada no Valor de 23/05.

A aceitação dos bitcoins pela Peach Aviation, anunciada ontem, tem poucos precedentes no mundo. A moeda digital é aceita há muitos anos pela empresa aérea de baixo custo airBaltic, da Letônia, e pela Lot, da Polônia.

Vários planos para aceitar a moeda virtual por agências de viagem e varejistas on-line, no entanto, ficaram paralisados ou foram abandonados inteiramente logo depois de ter sido anunciados.

A decisão do diretor-presidente da Peach Aviation, Shinichi Inoue, coloca a empresa aérea em um grupo de cerca de 5 mil companhias japonesas que aceitam a moeda digital e que se posicionam como muito atrativas para turistas chineses de alta renda.

A iniciativa para aceitar os bitcoins visa atrair, mais especificamente, os jovens consumidores chineses que viajam pela Peach Aviation – um grupo que, segundo a companhia aérea, está acostumado a usar bitcoins e se mostra bastante sensível às variações das moedas tradicionais. A Peach pretende disseminar o uso do bitcoin com a formação de alianças com governos locais e outras empresas.

“Queremos encorajar visitantes do exterior e revitalizar regiões do Japão”, disse Inoue, cuja empresa aérea trabalha com rotas entre servem a cerca de uma dúzia de aeroportos regionais no Japão e a sete destinos na Ásia.

A Ana, maior empresa aérea do Japão, controla a Peach Aviation, na qual elevou sua participação para mais de 66% neste ano. Apesar dos vários anos de esforços, a participação da Peach Aviation e de outras empresas aéreas de baixo custo continua abaixo da média de 20% a 30% verificada na Europa.

A regulamentação do bitcoin no Japão inclui um novo sistema de licenciamento para bolsas de valores da moeda digital e para empresas de transferência de recursos. As novas leis são vistas como um dos fatores por trás da série de aumentos nos preços do bitcoin, cujo valor unitário superou US$ 2,1 mil. O entusiasmo poderia esgotar-se rapidamente, segundo operadores de bolsas, se as autoridades começarem a usar as leis para elevar o custo de negociar bitcoins.

Comentários estão desabilitados para essa publicação